Notícias

01.07.18 | TRAC Comunicação

Com muita raça, Huracán acaba com a invencibilidade do Rosario Central

Caiu o último invicto da Superliga Argentina de Fútbol 2018. Na manhã deste sábado (30), no CT Barcelos (Geraldinho), o Huracán venceu o Rosario Central por 1 a 0 e acabou com o aproveitamento de 100% do líder do Grupo B.

Mesmo com a Argentina em campo pela Copa do Mundo, o campeonato do Clube de Pais não parou. Enquanto a equipe de Messi, Di Maria e companhia enfrentava a França, no Mundial da Rússia, Rosario e Huracán estavam em ação no Jogo da TV.

Além de encerrar a sequência perfeita do Rosario, a vitória do Huracán por 1 a 0 deu um novo impulso ao time do capitão Mazur, que voltou a vencer após sete derrotas consecutivas e permanece viva na luta pela classificação.

Primeiro tempo

O jogo começou com o Rosario indo para cima, mas o Huracán levava muito perigo nos contra-ataques e tinha as melhores chances de gol. Aos 10’, Serginho tocou para Patrick, que bateu na rede, pelo lado de fora. Aos 18’, foi a vez de João Guilherme chutar para a defesa em dois tempos do goleiro Everton.

O Rosario chegava com perigo principalmente nas investidas de Lucas Haus. Mas o Huracán dava a resposta com cada vez mais perigo. Aos 23’, Serginho ficou cara a cara com o goleiro Everton, que conseguiu fazer a defesa. Aos 33’, a chance caiu nos pés de Duda, mas Everton salvou em cima da linha.

Segundo tempo

Logo no início da segunda etapa, aos 4’, o Huracán finalmente conseguiu acabar com o jejum de gols. E foi um golaço do atacante Serginho, que avançou com a bola dominada, passou pela marcação e bateu sem chances de defesa. Huracán 1 a 0!

“El Globo” poderia ter ampliado a vantagem aos 9’, mas a cobrança de falta de Duda acertou o travessão. A partir daí, o Rosario partiu com tudo em busca do empate. Mas a defesa do Huracán e o goleiro Matheus levaram a melhor.

Lucas Haus e Zamorano estiveram perto de marcar, mas não conseguiram passar por Matheus. E na melhor chance do Rosario, o Huracán ainda contou com a sorte. Aos 30’, Zamorano saiu na cara do gol e acertou a trave. A bola ainda bateu nas costas de Matheus e foi para fora.

Vivos na disputa

Segundo o atacante Zamorano, o Rosario pecou na falta de concentração. “Nosso time chegou muito em cima da hora e entrou desconcentrado. Estávamos há três semanas sem jogar, com uma folga e a rodada adiada, e hoje nosso time não se acertou. O Badu tentou, fez várias mudanças, mas não era o nosso dia hoje. Mérito do Huracán, que jogou fechado, soube se defender bem e tiveram até mais chances que a gente”, avaliou Zazá.

Já o volante/zagueiro Saldanha destacou a raça do Huracán. “Sabíamos da dificuldade que enfrentaríamos. Jogamos muito desfalcados, mas prevaleceu a garra, a vontade de vencer. Finalmente conseguimos fazer um gol, após cinco partidas. Tem muito campeonato pela frente e o time mostrou que tem potencial. Nunca jogamos a toalha e vamos buscar a classificação”, prometeu.

Na próxima rodada, o Huracán enfrenta o Argentinos Juniors, às 15h de sábado (7). No mesmo horário, o Rosario Central encara o San Lorenzo. As duas partidas estão marcadas para o CT Barcelos (Geraldinho).

Resultados da 11ª rodada:

Independiente 1 x 2 Estudiantes
Gols: Guilherme Gusso (Independiente)
Mazzarotto e Pisca (Estudiantes)

Rosario 0 x 1 Huracán
Gols: Serginho

Racing 2 x 5 San Lorenzo
Gols: Julierme e Bill (Racing)
Kadu, Diego, Chupeta (2) e Franco (San Lorenzo)

Argentinos 0 x 4 Gimnásia
Gols: Saulo (3) e Maingué (contra)

Lanús 2 x 1 Boca Juniors
Gols: Gregório e Oscarzinho  (Lanús)
Igão (Boca)

Banfield 3 x 5 River Plate
Gols: João Paulo (2) e Fabrício (Banfield)
Fabio Galvão (2), Barba (2) e Wagner (River)

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário