Notícias

30.05.19 | TRAC Comunicação

Partida impecável e golaço, garantem a Ritzmann o prêmio de craque da oitava rodada

No último final de semana, começou o segundo turno da Supercopa das Estrelas. E o craque da oitava rodada da competição foi o meia-atacante Ritzmann, capitão do time Betão e os Cubanos, que venceu o último invicto. Além de uma ótima atuação, o jogador foi autor de uma pintura de gol, que abriu o marcador para a vitória. Como prêmio, ele receberá uma flâmula, oferecimento de Dreher Advogados.

A disputa para craque da rodada foi acirrada. No total foram 132 votos válidos. Ritzmann obteve 21,2% dos votos, apenas um a mais que o segundo colocado Rillo, da equipe Samurais, que teve 20,5%. Na sequência, vieram Du (Afilhados) e Arthur (Guerreiros) – 17,4%; Nicolau (Goleadores) – 15,2% e Daniel (Professores) – 8,3%.

Confira a entrevista do craque Ritzmann:

Qual foi a estratégia para derrubar o último invicto?

A principal estratégia para este jogo foi dada pelo “motivador Mazur”. O seu discurso, que durou toda a semana, acabou facilitando meu trabalho, restando a mim apenas distribuir o time taticamente em campo. Como vínhamos tomando vários gols, decidimos por uma defesa com três zagueiros e uma marcação individual nos principais jogadores do adversário, soltando mais o time no segundo tempo.

Você fez o gol que abriu caminho para a vitória. O que você achou da sua atuação?

O gol foi resultado de uma boa atuação de todos do nosso time! Nas últimas rodadas, sofremos com contusões em 9 jogadores, a maioria jogando no sacrifício. Como eu também vinha de lesão, tinha dúvidas, mas acabei não sentindo e tendo uma boa movimentação em campo. Neste jogo me posicionei mais próximo da área adversária e, após alçar a bola para o Patrick, o zagueiro cortou de cabeça, voltando a bola na minha direção. Facilmente me desvencilhei do lento lateral Mazur, dominei a bola e, da entrada da área, acertei um belo chute na gaveta, o que impossibilitou a defesa do Dodô! Como se diz: “Pegou na veia!”.

A maioria das equipes do grupo A venceu seus jogos. Como avalia as chances de classificação da sua equipe?

É difícil fazer um prognóstico. Além de todas as equipes serem fortes, faltam muitos jogos. Não se pode descartar nenhuma equipe, mesmo aquelas que não tiveram um bom início. Quanto ao nosso time, após ganharmos o Torneio Início invicto, tivemos dificuldades para encaixar e encontrar a melhor formação, além das contusões e da falta de nosso Kit 1 (Chupeta) em 4 jogos. Assim, estou bastante otimista quanto à classificação, tendo a certeza que vamos dar trabalho aos adversários!

Para quem dedica esse prêmio?

Embora pareça lugar comum, mas estes prêmios devem ser dedicados à família, minha esposa e minhas filhas, que me incentivam e suportam minha ausência para poder praticar o futebol que tanto amo. E ao meu filho Lucas, com quem estou tendo o prazer único de compartilhar momentos maravilhosos e inesquecíveis no mesmo time. Peço licença à minha família para também dedicar este prêmio a uma pessoa especial, que está vivendo seu último ano no Clube de Pais. O clube pelo qual dedicou a sua vida, mas consciente de que não dá mais, que já não faz mais gols (até perde pênalti), que para todos um dia chega a hora de encerrar a carreira: meu amigo Márcio Matador!!!

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário