Notícias

11.04.17 | TRAC Comunicação

Decisivo na goleada do Botafogo, Saldanha é o craque da segunda rodada

A goleada de 8 a 3 do Botafogo sobre o União São João foi o resultado que mais chamou atenção no último final de semana. E como não poderia deixar de ser, desta partida com 11 gols saiu o craque da segunda rodada do Caipirão Paulista: Paulo Saldanha, do Botafogo.

saldanhacraque

 

Saldanha marcou só um dos oito gols do Tricolor de Ribeirão Preto. Mas foi o líder do time, com uma atuação impecável, ajudando na defesa e armando as principais jogadas da equipe. “É importante estar à disposição do capitão para jogar em qualquer posição. Minha atuação foi favorecida pela grande atuação de toda a equipe, desde o goleiro Everton até o atacante Polaco. Ninguém consegue nada sozinho”, agradece.

O gol de Saldanha fechou a goleada. “Avancei com espaço e tabelei com o Polaco, que me presenteou com uma bola açucarada. Chutei de primeira e o Odair fez uma boa defesa. No rebote, sobrou novamente para mim, quase sem ângulo, mas com o gol livre”, conta o craque, que também destaca o segundo gol do Bota. “Depois de boa troca de passes, avancei para o meio e consegui dar uma assistência ao Meister, que marcou. Foi importante para trazer mais tranquilidade para o time”, avalia.

Segundo Saldanha, alguns fatores foram decisivos para a construção de um placar tão elástico. “A ausência do Pisca como capitão e artilheiro do União permitiu uma postura mais adiantada da nossa equipe. O capitão Átila fez uma leitura do time deles e conseguimos fazer uma marcação forte em cima dos principais articuladores. Isso favoreceu nosso time, que não tem muita velocidade, mas qualidade técnica excelente com a bola nos pés”.

Na próxima rodada, o Botafogo encara a Inter de Limeira, em um jogo que será especial para Saldanha. “Tem um tempero adicional. Esse ano tenho uma felicidade que alguns já experimentaram: compartilhar o campeonato com o meu filho. O Vitor faz parte do time da Inter e com certeza ele irá perceber que experiência faz a diferença. Pressão maior para ele quando o ‘velhinho’ aqui recebe uma indicação de craque. Vou me preparar para esse jogo como se fosse o último do campeonato, não sei ele”, diz o craque, entre gargalhadas.

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário