Notícias

15.08.16 | TRAC Comunicação

DICAS DO PATROCINADOR DUDU GASPERIN “VACARIA”

O QUE ESTÁ ACONTECENDO?

Olá Atletas.

A coluna de hoje é de extrema importância para aqueles que prezam por sua integridade física. Segundo alguns dados pesquisados, tínhamos até semana passada, um total de 22 trocas de atletas nas equipes. Um número realmente preocupante sendo que temos mais 4 meses de campeonato ainda. Só para efeito comparativo, em 2016 tivemos 16 trocas ao todo. Mas então o que explica esse alto índice de lesões?

Resumidamente alguns atletas estão querendo render além da sua condição física atual!

Veja alguns pontos:

a) Falta de Estabilização e Falta de Especificidade do treino: “Mas eu escorreguei e lesionei meu ligamento. Foi falta de sorte. ” Não foi não! Explico: futebol é um esporte multiplanar, ou seja, seu quadril, seus joelhos e seu tornozelo estabilizam em vários planos de movimento. Você treina para isso? Correr no parque ou em pista só para frente (somente no plano sagital) não vai resolver teu problema. Você precisa ensinar teu corpo a estabilizar em vários planos. Nessa mesma corrida você corre só para frente e num só ritmo, ou seja, bem diferente do futebol que é explosão, velocidade, alternância de ritmo e trocas de direção rápida.

b) Peladeiros: você joga duas ou três peladas na semana e joga o campeonato fim de semana. Não há espaço na semana para treinar força. Pode esperar que cedo ou tarde você vai se lesionar. Dos mais jovens aos mais velhos raras são as exceções. Olhe ao seu redor. A maioria que conheço que faz isso se lesiona. O corpo necessita de 72h para se recuperar completamente de um jogo e muitos jogam domingo e na segunda ou terça já estão jogando pelada de novo. Nem atleta profissional aguentaria. A lesão inicial muitas vezes ocorre na pelada e no jogo de fim de semana há o agravamento pois seu corpo vai perdendo a estrutura muscular necessária para aguentar a sequência. Sim, o trabalho de fortalecimento é obrigatório (Já expliquei em colunas anteriores qual é o método mais efetivo de treinar força. Consulte). Se você não fizer uma hora vai se machucar.

c) Diante desse despreparo, há um grau de exigência maior do que seu corpo pode dar. Realmente o espírito guerreiro contagia mas você vai além do seu limite. E superar limites sem preparo é extremamente danoso e perigoso. As sequelas podem ser duradouras. Para superar limites é preciso treinar!

d) Esse aspecto é onde eu vejo mais erros: O atleta se lesiona, fica duas ou três semanas tratando, (muitas vezes nem sabe o que ocorreu pois não fez diagnóstico) faz algumas sessões com mágicos massagistas, volta aos gramados para jogar valendo 3 pontos. Pessoal, pesquisas renomadas mostram que em uma semana sem atividade já tem tecido conjuntivo no meio do tecido muscular. Você já diminuiu sua força e sua capacidade de aguentar o jogo! Geralmente você precisa do mesmo tempo treinando para voltar a forma que estava antes de se machucar. No jogo você não quer perder e não mede esforços. Nos treinos você tem um ambiente mais controlado e pode sentir se realmente está tudo bem.

Veja como a pré-temporada foi efetiva: dos 45 participantes da pré-temporada 2016 ,28 disputam o campeonato do colégio. Destes 2 saíram do campeonato (um não tratou corretamente uma lesão por choque e outro fez a pré-temporada e não treinou mais) e 2 tiveram lesões musculares (um não treinou mais após a pré-temporada). Somente um participante da pré-temporada que continuou treinando teve uma lesão muscular e mesmo assim já retornou aos jogos.

Resumindo, é importante que você treine. Dê preferência para especificidade do movimento pois quando você precisar, seu corpo vai saber responder corretamente ao estímulo. Sacou?

Espero ter ajudado a esclarecer algumas dúvidas. Que todos possamos começar e terminar a competição na mais perfeita integridade física e realmente somando dentro de nossas equipes!

ABRAÇO,
PROF. CARLOS EDUARDO GASPERIN “VACARIA”
CREF 018316-G/PR

Dudu Gasperin é certificado no CORE 360 e no Módulo de Core Training e Kettlebell Training ADF Indicado ao prêmio de melhor preparador físico do Campeonato Gaúcho 2004 Indicado ao prêmio de melhor preparador físico do Campeonato Catarinense 2007

Maiores informações: 9693 6396
www.dudugasperin.com.br

 

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário