Notícias

17.12.18 | TRAC Comunicação

Lucas Minoro é o novo presidente do Clube de Pais, em uma temporada histórica

Na temporada em que completará 40 anos, o Clube de Pais do Colégio Marista Paranaense terá uma nova diretoria. E quem recebeu a missão de estar à frente da organização do campeonato e de todas as atividades do Clube neste momento único é Lucas Minoro.

Capitão nas duas últimas temporadas, Lucas aceitou o desafio de substituir Gustavo Bizinelli na presidência. E em um ano tão especial, já começou a implantar novidades. A primeira delas é o mistério criado em torno do tema de 2019, que não foi revelado na festa de encerramento da Superliga Argentina de Fútbol 2018, no último sábado (15).

 

Em entrevista, Lucas Minoro preferiu manter todos na expectativa e não estragar a surpresa, mas falou sobre a tarefa de comandar o Clube de Pais em uma temporada histórica. Confira:

Qual será esse tema misterioso, que está deixando todo mundo na expectativa?

A diretoria atual e a nova conversaram bastante para propor um tema para 2019 que tenha a ver com toda a história do Clube de Pais. Ano que vem vamos completar 40 anos e queremos um tema que homenageie toda essa história. E como é uma coisa muito especial e muito importante, a gente prefere deixar como uma surpresa. Aguardem, porque vai ser muito especial.

A fórmula de disputa para a próxima temporada continua ou teremos novidades?

O Clube de Pais é um clube de tradição, mas nunca teve medo de evoluir. Durante esses 40 anos, a cada temporada fomos pensando em novas modalidades, novas ideias, para fazer um campeonato mais competitivo, prazeroso e que integre mais os atletas e as famílias. Não temos medo de inovar e somos abertos à inovação, mas sempre com os valores maristas e do Colégio Paranaense em primeiro lugar. Não temos nada pronto ainda, mas esperamos um campeonato tão gostoso quanto esses últimos 39 anos.

Como é receber a missão de comandar o Clube de Pais em uma temporada tão importante?

É uma satisfação e um desafio muito grande. Eu acho que estou preparado. Conto muito com os conselheiros, com os diretores e com os atletas. Sozinho, ou com poucos, ninguém faz o campeonato. É preciso todo mundo engajado e empenhado em fazer um campeonato melhor sempre.

Na presidência, você não poderá seguir como capitão. Mas estará em campo novamente, certo?

Com certeza. Enquanto eu puder estarei em campo. Meu sonho é poder jogar com os meus filhos. Falta pouco para jogar com o mais velho. Então eu quero estar bem para poder jogar sempre, junto com as atribuições de presidente. Não poderei ser capitão, mas vou estar ajudando em outra área que é tão importante quanto.

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário