Notícias

31.03.16 | TRAC Comunicação

PSG e Bordeaux se enfrentam no Jogo da TV da 2ª rodada

A segunda rodada da Ligue 1 do Clube de Pais do Colégio Marista Paranaense acontecerá no próximo final de semana. Após a folga no feriado de Páscoa, a competição volta com tudo. Somente no mês de abril serão cinco rodadas disputadas. Pelo Jogo da TV, PSG e Bordeaux se enfrentarão, às 15h30 de sábado (2), dando início à maratona de jogos que está programada.

A equipe parisiense, do capitão Dizinho, folgou na primeira rodada e conseguiu estender o tempo de preparação. “O PSG aproveitou a folga na primeira rodada para estender a pré-temporada em Piraquara, no Parque dos Príncipes da Região Metropolitana. Temos atletas corredores de rua, alguns com personal trainer, outros em academias e até um ou outro jogando poker e tomando uma cervejinha. Buscamos achar a ‘liga’ através da diversidade”, falou o comandante.

A preparação do Bordeaux já foi um pouco diferente, conforme explicou o capitão Zé Hidalgo. “O primeiro churrasco dos Girondinos foi o nosso treino. O grupo compareceu em peso e definiu a estratégia para esse jogo”. O capitão da equipe de Bordeaux também falou sobre a importância de vencer a partida. “Ajuda a dar mais tranquilidade para a sequência. O foco é sempre ganhar o próximo jogo”.

Dizinho segue o pensamento do capitão da equipe rival. “Precisamos marcar pontos logo no início do campeonato para dar tranquilidade para a sequência do trabalho”, afirmou. O capitão do PSG projeta para esta partida uma mudança em seu posicionamento e já espera novidades na equipe adversária. “Estava me preparando pra fazer a marcação individual no Duda, mas parece que ele será desfalque do ‘Bordô’. Talvez eu fique na marcação do Zé Hidalgo, para correr um pouco menos e mandar a lembrança que o Mielke deixou”, disse.

Sobre como vai entrar em campo e se haverá, de fato, algum desfalque na equipe, Zé Hidalgo é cauteloso. “O adversário só saberá durante o jogo”. E ele também deixa um recado para Dizinho. “A grande dúvida é quem vai comandar de verdade o time, já que o Dizinho mostrou no ano passado que não tem o perfil. Por isso escolheu o presidente, o chefe e uma turma de boleiros”, completou.

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário