Notícias

12.04.16 | TRAC Comunicação

Pucci foi o “cão de guarda” do Mônaco no último sábado e é o novo Craque da Rodada

No último sábado (9), às 13h30, o Mônaco venceu o Angers pelo placar de 2 a 0, em partida válida pela 3ª rodada da Ligue 1. E o maior destaque da partida não ficou com nenhum jogador de ataque, mas, sim, um de defesa. Pucci, volante da equipe, “anulou” o atacante Igão, bloqueando uma das principais armas da equipe adversária. Pela atuação, Pucci é o novo Craque da Rodada.

Craque_Rodada03

“Sinto-me muito feliz de ter conquistado esse prêmio. É muito gratificante ser lembrado em um campeonato muito competitivo e com bons atletas”, comemorou o jogador, que contou sobre suas características e orientações que fizeram a diferença no jogo. “Um dos meus pontos fortes sempre foi a marcação e o bom posicionamento sem a bola. A orientação antes da partida foi que eu fizesse uma marcação individual no Igão quando o time deles estivesse com a bola. Porém, sem a bola, era para tentar jogar”, contou.

Durante a partida, entretanto, Pucci viu que não seria tão fácil esta tarefa e decidiu priorizar a marcação. “No decorrer do jogo, fui vendo que se eu saísse poderia não conseguir retomar a marcação no Igão, nos trazendo perigo. Desta forma, nos organizamos dentro de campo para que eu ficasse apenas marcando e deixasse de participar das construções das jogadas”, completou.

O forte marcador ainda cita que a concentração foi um fator fundamental para que a equipe saísse de campo com um resultado positivo. “O papel que exerci foi muito importante para o time, pois qualquer falha minha poderia resultar em um gol do adversário. Não pude me desconcentrar um minuto para que conseguíssemos a vitória”.

E tudo isso se deu graças à confiança do capitão da equipe em seu trabalho, o que mereceu um lugar especial nos agradecimentos. “Primeiramente, tenho que agradecer a Deus e a minha família. Agradeço também ao meu capitão, Sferelli, que confiou no meu futebol, e a todo o time do Mônaco, que me ajudou a conquistar esse prêmio, pois sem eles não teria conseguido”, finalizou Pucci, o “cão de guarda” do Mônaco e craque da terceira rodada.

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário