Notícias

08.11.17 | TRAC Comunicação

XV de Jaú e Ponte Preta colocam rivalidade em campo na busca pela classificação

Um duelo equilibrado, com resultado imprevisível e muita rivalidade. Esse é o cenário do confronto de volta entre XV de Jaú e Ponte Preta, pelas quartas de final do Caipirão Paulista 2017. A Macaca saiu na frente ao vencer por 1 a 0 na primeira partida. Mas o Galo da Comarca terminou a primeira fase na frente e garante a vaga com uma vitória simples. O jogo está marcado para as 9h30, no Campo 1 do CT Barcelos (Geraldinho).

Quem levar a melhor nessa disputa será o time com o maior número de jogos nesta temporada do campeonato do Clube de Pais. Ponte e Jaú fizeram a final do Torneio Início, que terminou com o título do Galo nos pênaltis. E quem avançar neste sábado garante presença em mais três partidas: os dois jogos das semifinais e a disputa do título ou do terceiro lugar.

O discurso dos dois capitães deixa claro o clima de rivalidade que envolve o duelo. Tampa, do XV de Jaú, diz que o adversário já está em clima de “já ganhou”. Falavinha, da Ponte Preta, avisa que seu time vai em busca da revanche pelo troféu perdido no início da temporada.

“Meu recado para o time do XV de Jaú”, diz Tampa. “Estão nos dando como mortos já. Já teve churrasco e festa por parte do adversário e estão até querendo escolher adversário da semifinal. Vamos surpreender a todos… Nos aguardem!!!”.

O comandante do Galo promete colocar o time no ataque, pressionando desde o primeiro minuto em busca do gol que pode garantir a classificação. “Vamos pra cima, no sufoco. Temos que fazer pelo menos um gol. E isso vamos tentar desde o primeiro segundo de jogo. Os treinamentos dessa semana estão focados nesse objetivo”, avisa.

Já o capitão Falavinha diz que a derrota nos pênaltis na decisão do Torneio Início está entalada na garganta da Macaca. “Queria apenas lembrar que a Ponte vai com fome de jogo para compensar o vice-campeonato. A torcida pode esperar um jogo melhor do que a partida de ida. O forte calor contribuiu para um jogo mais lento. São duas equipes equilibradas”, analisa.

Segundo Falavinha, seu time buscará uma postura equilibrada, para tentar garantir a vaga sem correr muitos riscos. “Temos uma vantagem com uma margem de erro muito baixa. Não posso me lançar ao ataque, pois eles têm um contra-ataque rápido e os dois gols que eles fizeram contra nós foi assim. Mas também não posso só segurar o jogo. Na partida de ida, quando a Ponte recuou demais, eles cresceram e tiveram boas chances de garantir a vitória”, alerta.

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário