Notícias

20.09.19 | TRAC Comunicação

Zagueiro Flávio, da equipe Afilhados, é o craque da 19ª rodada

Com 34,3% dos votos, o zagueiro Flávio, da equipe Afilhados Maranhão, é o craque da 19ª rodada. O jogador foi fundamental para a vitória da sua equipe por 1 a 0 diante do time Os Professores, que tem o segundo melhor ataque da competição. A partida foi a primeira em que os Afilhados não sofreram gols. Apesar de diversos desfalques, Flávio segurou Galvão, Damba e companhia. Como prêmio, o atleta receberá uma flâmula do nosso patrocinador Dreher Advogados.

Ao todo foram 102 votos e a margem do zagueiro Flávio para o segundo colocado foi a maior deste ano. O zagueiro teve 34,3% dos votos e superou o atacante Thiago Ernani (Guerreiros) – 16,7%; o meia Ramires (Canhotinhas) – 13,7%; os meias Heitor (Betão e os Cubanos) e Thiago Milleo (Academia) – 12,7% e o meia Cle (Estruturais) – 9,8%.

Confira a entrevista do craque da 19ª rodada:

Qual a sensação de ser o craque da rodada?

É claro que sempre é gratificante qualquer tipo de reconhecimento. Em um campeonato como este, em que existem vários craques e jogadores mais jovens, acaba sendo uma agradável surpresa.

A equipe Afilhados jogou muito desfalcada e segurou o segundo melhor ataque da competição. Você teve que marcar um ataque leve. Qual foi a maior dificuldade que você teve no jogo e qual seu maior mérito para ganhar dos adversários as disputas?

Sempre digo que a maior dificuldade é ter que “apostar corrida” com atacantes mais jovens, principalmente jogando na zaga e sendo o último homem. E acho que o mérito foi do time, que se fechou bem no meio e deu poucas possibilidades de lançamentos longos.

O time Afilhados já não tinha chances e fez um grande jogo. Qual a motivação para o time neste jogo e para os próximos?

Antes do jogo, em função dos diversos desfalques, os outros adversários do grupo que estavam torcendo pra nós davam como certo mais uma derrota nossa. Mas entre a gente, conversamos em fazer um bom jogo e complicar as coisas pro nosso adversário. Acho que a motivação foi mostrar pra nós mesmos que não conseguimos a classificação por algumas circunstâncias, mas que o time tinha condições de passar de fase.

Para quem você dedica esse prêmio?

Eu gostaria não de dedicar, mas de compartilhar este prêmio com meus colegas que se entregaram ao máximo durante a partida. Sempre digo que pode faltar qualidade técnica, mas não pode faltar transpiração. E isto sobrou no nosso time neste jogo.

« Voltar para Notícias
Deixe seu Comentário